RAPichaSOM

Digite o quê você procura.

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Entrevista com NADO´S

Há algum tempo tenho visto um nome na rua que me chamou a atenção, pois meu pai uma vez falou que tinham pichado a parada que tinha dentro da Lagoa.
Eu molecão, ouvi ele comentando com amigo dele, e assim que vi o nome na rua, lembrei do comentário do meu pai, e pensei, será que é o entrevistado de hoje?
Vamos descobrir então!
Com vocês:


0 - Qual seu xarpi?
Nado’s
1 – Começou a colocar nome em que ano?
Considero o meu início na xarpi pelo ano de 1981, quando comecei a xarpi de colorjet. Antes passei pelo lápis de cera e pilot, só depois comecei a sair com o spray.
2 - Lembra de algum fato marcante nesse ano? (Política ou esporte por exemplo) alguma coisa que tenha te marcado?
O que lembro bem daquela época foram as vitórias do meu time, o Flamengo, com um elenco maravilhoso que só me trazia, já naquela época, muitas alegrias. Campeonato Mundial, Zico é companhia.
3 - O quê te levou a entrar no xarpi?
O que me levou a entrar no xarpi, foi a influência do meu eterno parceiro e amigo Faso’s, que trouxe esse vício da Zona Norte onde estudava. Ali começamos uma parceria maravilhosa, que nos une até hoje.
4- O que a pichação representa pra você?
A pichação foi para mim um abrir de portas, através dela conheci pessoas maravilhosas, amigos que me acompanham até hoje. Me trouxe tb algumas namoradas e fiquei bem conhecido aqui na área. Por onde passava, fazia novos amigos.
5 – Por que você resolveu colocar esse nome? Algum motivo?
Meu nome é Bernardo, mais meu apelido sempre foi nado, como muitos naquela época usavam o apostrofe, resolvi juntar o útil ao agradável e comecei a colocar nado’s.

6 - Tem algum parceiro? Alguém com quem você gosta de pichar junto?
Meu eterno parceiro era o Faso’s, que por motivos diversos esta em coma (um dia trago ele para a pista).
Hoje gosto de fazer missões com os irmãos Tico e Hair, estão na minha faixa etária e nos entendemos super bem. Mesmos receios, precauções, objetivos, os caras são super concientes do que representa uma rodada para pessoas que estão com mais de 30, com filhos, família, trabalho, etc... Fica mais tranquilo assim.
7 – Qual tua sigla? (se tiver) O que significa?
Criei junto com o Faso’s a GBF – Galera de Botafogo, e até hoje essa é minha sigla.
8 – Quem mais representa tua sigla? (outros integrantes)
Hoje em dia, com todos parados, só eu carrego essa resposabilidade de representar a GBF.
9 - Já colocou outras siglas? Quais?
Não, só a da GBF.
10 – Gostaria de ter posto alguma outra? Do passado por exemplo?
Não tem como. É GBF até o fim.................
12 – O quê você mais gosta de pegar?
Na verdade, adoro um tintão, sei que não dura muitos anos, mais enquanto fica representa legal.
13 - Quem você admira no xarpi? Quais os nomes.?
Olha é uma pergunta complicada (a classe é muito ciumenta), mais tenho uma afinidade pelos amigos da G80 e pelos nomes que não embolaram muito a grafia (era o que se fazia na minha época). Muitos evoluiram, mas permaneceram legíveis e isso acho bacana.
14- Fora esses, quem na atualidade tá de destacando na tua visão?
Tem uma pessoa ai, apesar de não ser da minha época que esta representando muito bem todo o movimento do xarpi, muita disposição, missões super bem trabalhas e escoltadas, mantém fotoblog, Blog, Site, faz entrevistas, participa de documentários, faz rap, inovou com a xarpi nos ferrugens (hoje uma de suas especialidades), preciso falar o nome? Nuno é claro.
15– Qual a caligrafia mais criativa na tua opnião?
Não tem uma específica, mas como disse ai acima, gosto dos nomes legíveis e que de alguma forma anexaram um certo grafismo a xarpi. Por exemplo: Dede, Tico, Hair, Rino, Runk, Gota, Teia, Nuno, Del, Gol, falecido Ary, etc.....
16 - Frequenta ou frequentou reuniões? Qual ou quais? Alguma preferida, por algum motivo?
Quando estava na ativa (nos 80) não aconteciam muitas reuniões. Os grupos eram muito individualista e a rivalidade era dafo. Cada grupo querendo pixar mais do que o outro. Agora nesse retorno, gosto de ir a Reú do Leblon e a de Pilares.
17 - Qual a importância das reuniões pro xarpi?
Sem dúvidas essas reuniões são um diferencial maravilhoso dos anos em que comecei. Hoje há muito mais confraternização e as rivalidades são mais tranquilas. A grande maioria frequenta as reús e os problemas são resolvidos sem maiores traumas. Nos anos 80, não conheciamos muito os outros pixadores, não tinha fotolog, orkut, blog, etc. Tudo era mais difícil. Era raridade quando um pichador saia com alguém de outro grupo. Os grupos eram muito individualistas e cada um tentava xarpi mais que o outro, uma loucura. Uma que ficou na minha lembrança foi uma reú da DGL, muito bacana e na maior tranquilidade.
18 - Faz ou já fez pasta? (Caderno, agenda, fichário, folhas) enfim coleciona nomes?
Nunca fiz, hoje vejo o quanto são importantes. Graças a Deus que tem uma galera ai conseguindo realizar trabalhos maravilhosos, por exemplo: Hair, Lof e outros.
19 - O quê você acha dessa era xarpi digital?
Tudo de bom. Hoje conseguimos eternizar os nomes nos muros, achar os amigos, aprender com os comentários nos fotologs. Que bom, que tudo ficou mais fácil, nós merecemos.
20 - Qual época era mais fácil pra xarpi? 80-90 ou 2000 (Resposta opcional)
Acho a pista mais tranquila, em relação a repressão. Quando parei a situação estava complicada, a população odiava os pixadores, o governo fazia campanha contra, a polícia tinha uma bronca danada e chegaram a editar a lei que até hoje proibe a venda de colorjet a menores e pessoas sem identificação. Por outro lado, percebo que os missões ficaram mais complicadas, não por causa da acilipo, mais porque hoje, tem mais esse lance de marquise, janeladas, ferrugens, etc. Tá mais complicado de conseguir o reconhecimento dos pixadores, cada um tenta fazer melhor que o outro e as vezes assistimos a tragédias entre os amigos. Tem hoje em dia tb muitos grafiteiros que não respeitam e estão atrapalhando legal o movimento do xarpi.
Mais fácil por um lado, mais difícil por outro.
21 - Qual a melhor parada que tu ja pegou?
A estrela que ficava flutuando na Lagoa Rodrigo foi a melhor.
22 – Na sua opinião, qual é o maior castigo pra um pichador?
Maior castigo é ser pintado, ou ter que assinar artigo e enfrentar os familiares.
23 - Já passou muito perrengue? ( não chegar a rodar só passou perrengue)Cite um.
Já passei alguns, todos pelos anos 80. Uma vez tomamos uma flagra de um morador em Ipanema, que foi dafo, lembro que ao correr o cara só deu aquele toque no pé só para desequilibar e tomei uma tombo cinematográfico, me ralei todo, mas ao cair soltei a mochila com os jets e quando o cara parou para pegar consegui ir embora.
24 - Qual foi a pior rodada?
Uma vez rodamos ali na Muniz Barreto, foi terrível, várias cabeças, dois carros, dois camburões, os policiais colocando o maior terror, doidos para pintarem todo mundo (mais tinha jogado o birro fora), no final morremos numa grana e todos foram liberados.
25 - Depois dessa história triste, conte qual foi a melhor saída?
A melhor saída foi quando fui pela primeira vez fazer a Zona Norte, área ali do Méier, vários amigos, várias latas e na maior tranquilidade. Lembro que moleque, pegamos o 455, maior viagem. Mano Faso’s foi nosso guia por lá. Teve uma vez que pichei o ônibus todo com uma lápis de cera (BIG GIZ), e ele parou en frente ao Macdonalds da Garcia, ponto onde todos paravam depois da Boate Biblos, foi um comentário geral.....rsrsr.................
26 – Se arrepende de ser ou ter sido pichador? Por que?
Não me arrependo, pelo contrário, muito orgulho. Muita coisa boa consegui e estou conseguindo através da pichação.
27 - O quê a pichação te deu?
Muitos amigos e alguns cabelos brancos.
28 - O que a pichação te tirou?
Não vejo a pichação responsável por alguma perda.
29 – Quase esqueci de perguntar, você é de que área?
Minha área é o bairro de Botafogo.
30 - Quem da tua área representou na antiga?
Faso´s, Black, Lula, Fao, Biata, Heter, Ferdi, Barão, Trovão, Guila, etc...
31 – Alguma cor ou marca de tinta preferida? (se tiver diga o porque)
Blue Dark da Montana essa é dafo, muito linda.
32 - Como você viu esse boom da pichação de uns anos pra cá?
Posso falar de cadeira desse boom, porque fiz e estou fazendo parte dele e estou achando maravilhoso rever os amigos. Muitos conhecidos vem falar comigo que alguém esta pichando o meu nome por ai e tomam um susto quando falo que sou eu que voltei a ativa. Obrigado ao mano Hair, por ter me tirado do coma.
33 - Na sua opnião, qual ou quais os bairros mais pichados da cidade?
Ando muito aqui pela sul, mais nada se compara aos bairros da Norte. Mangueira, Méier, Pilares, Tijuca, Madureira, etc....
34 - Se arrepende de ter posto nome em algum lugar?
Só numa casa de sucos que fechou ali em Copacabana, fiquei sabendo depois que a dona dali era ligada a Umbanda e o marido dela do Bope.

As pessoas acham que pichador, acorda, come, bebe, respira, vive de tinta, então vamos mostrar um outro lado agora, lado da pessoa por tras da tinta.
01 – Qual tua idade
Vou fazer 4.2 – turbo.
02 – Tem profissão? Qual?
Tenho. Sou funcionário público.
03 - Qual teu time?
Flamengo é claro.
04 – Ouve que tipo de som?
Gosto de musica nacional em geral, Marcelo D2, Rappa, Racionais, etc....
05 - Algum filme? Qual, quais?
Adoro documentários e filmes que falem dessa dualidade entre a vida nas favelas e no asfalto. Cidade de Deus, Show de Bola, 174, Tropa de Elite, etc...
06- Se pichassem o seu muro, casa etc. O que você faria?
O que poderia fazer? Não faria nada, mas com certeza eu faria um grafite primeiro.
07 – Se seu filho (caso tenha) fosse pichador, o que você faria?
Continuaria aconselhando e protegendo de alguma maneira. Quem sabe algumas missões juntos.
07 - Sua famíla sabe que você picha ou pichava!
Sabem, procuro não esconder, apesar de não concordarem muito.
08 – O que tá achando da entrevista?
Muito bacana a inicitaiva, permite que os amigos nos conheçam melhor.
09 - O que você diria para os que estão começando agora?
Diria para que tomassem cuidado, porque a pista foi, e é fogo.
10 – Deixe um recado pra quem estiver lendo sua entrevista
Deixaria um pedido a turma, para que de alguma maneira não pichassem igrejas, monumentos, prédios tombados, etc. Acho que pichações nesses lugares sempre ligam o movimento a atos de vandalismo e prejudica muito a nossa causa, que já é muito discriminada.
Para saber mais da obra de NADO´S

14 comentários:

FASO'S disse...

Sou suspeito de falar. Mas pra mim esse é o cara! Fico feliz de ver ele de volta e pra variar, arrebentando e fazendo novos amigos. Nado's merece entrevistas, homenagens e muito mais. Sempre na maior humildade e mandando muito! Tenho muito orgulho de ter sido seu parceiro e como ele falou, amizade que nasce no xarpi vira eterna. Fica com Deus meu irmão! E cuidado na pista! Abração

hairxarpi disse...

show a entrevista..........NADO'S é sinistro legal, grafia foda, amigo foda, pessoa foda....emfim, como disse o mano faso's ele é o cara......era fã dele na dec de 80 e fiquei mas fã agora........qdo entrei em contato c ele p pegar seu nome p minha pasta não imaginei chegar a xarpi c ele.....maior satisfação ser amigo desse cara, e poder ser seu parceiro no xarpi........vlw......HAIR

Ferdi disse...

Legal relembrar o que fizemos ... Nos anos 80, eu era uma menina atrevida que adorava aventuras. Ferdi e Heter tentaram ser a versão feminina de Faso´s e Nado´s.
O que ganhei com isso? A amizade de todos que perdura até hoje! :D

Kassula disse...

É... e pensar que tudo isso começou nas poltronas de um ônibus Rio Sul/Metrô... (rsrs)
Quanta história...

Anônimo disse...

Porra, esse cara sempre foi um dos meus ídolos.... Eu comecei a me ligar mais ou menos em 83/84, e ele detonava tudo aqui na Sul com FASOS e WRANGLER..... Maior surpresa quando descobri que ele trabalha no mesmo lugar que eu... E melhor ainda foi conhecer essa figura, que é um cara humilde, gente da melhor qualidade!! Um dia vou ter a honra de lançar uns nomes com esse cara que é a história viva desse movimento. Forte abraço NADO'S e NUNO! Parabens a ambos pela entrevista!!
Rodrigo MACO

Felipe - RECÃO disse...

RECÃO VB

Pichar muros, casas, prédios, pontes e ônibus.
Quanta sujeira e maldade.
Maldade com o bem do próximo.
Quanto mais alto era melhor.
Quanto mais perigoso mais era a adrenalina.
Um ajudava o outro.
Tínhamos entre 14 e 17 anos de idade. Tudo era planejado na praia ou nas reuniões de Domingo.O perigo era ignorado.
Final de semana era sempre marcado como encontro das turmas VB (vândalos do jardim botânico) e GBF. Mais um encontro dos pichadores.
Coitado dos ônibus (572,574 e 512)
Segundas-feiras alguns estavam totalmente decorados.
Não tinha dia certo e nem local. Um ligava para o outro e pronto estava marcado.
Tudo se iniciava depois das 22:00.
Saiamos sempre com mochilas com no mínimo 5 latas de spray.
As tintas favoritas eram o Preto e o Vermelho.
Na manha seguinte retornávamos ao lugar para ver como tinha ficado.
Era só alegria.
O Vulcão ( Carlão) detonava tudo.
O Wrangler sacudiu a cidade. Só dava o moleque.
Que prejuízo para os moradores.
Que sujeira.
As meninas adoravam.
Hoje a violência esta maior e as pessoas estão matando sem perguntar nada.
Muito cuidado quem estiver pichando.
Conselho de amigo.
Pare de pichar e vai estudar.
Guarde seu dinheiro.
Planeje uma viagem.
Cuidado com a sua vida.
Escale uma montanha
Pule de pára-quedas
ESTUDE para um Brasil melhor
Já esta difícil com estudo e sem vai ficar pior.
Saúde, Educação, T rabalho e Lazer.
Felipe Travassos



Abraços a todos os amigos

Anônimo disse...

Sempre morei em botafogo.Quando eu era pequeno (final dos anos 80) as primeiras pixações que eu reparei foram fasos e nados e wrangler.Foi um dos retornos mais inesperados para mim a volta do nados tanto tempo depois. Aquele muro "gbf 25 anos" na real grandeza foi emocionante. Ainda tive a honra de deixar um no mesmo muro acompanhado de outro dinossauro, o zilu.
Quando comecei a dar os primeiros passos na tinta, em 91, esses caras já eram considerados "antigos". valeu abraço, fui!

Seck Fr

PAULINHO disse...

NADOS, SIMPLESMENTE E VERDADEIRAMENTE UM CARA QUE ASSUME O QUE SE FEZ, BOM MOSTRA EXCELENTE CARÁTER, SÃO RELATOS AUTENTICOS COMO ESTES QUE NOS MOSTRA QUE AS FASES EM NOSSAS VIDAS SÓ ELEVA NOSSO ÉGO, PARABÉNS PELO DEPOIMENTO, AQUI PAULINHO-MACEIÓ/AL

Anônimo disse...

VAI ATUALIZAR O BLOG MAIS NÃO O VAGANUNO ?!?!?

seif disse...

GRANDE NADO´S.....HUMILDE & SANGUE BOM.....ENTRVISTA SHOW....


ABÇ DO MANO, IAX !!!

aninha cris disse...

NADO´S DE FATO VC É O CARA MARCA REGISTRADA TIPO A NOSSA COCA-COLA,HIPER AMIGO AMADO E RESPEITADO,ANOS 80 ERA MTA AVENTURA E DIVERSÃO COM CERTEZA A ADOLESCÊNCIA QUE VIVEMOS FOI ÚNICA , A MELHOR, E OS BONS E GRANDES AMIGOS PERMANECEM JUNTOS ATÉ HJ TE ADORO!!!ANINHA!!

Anônimo disse...

Nado's é muito show cara ! Pam's graffiti

barão disse...

Fala meu amigo Nado´s , grande entrevista , fizemos parte de uma grande época de ouro , vários amigos na época !!! A GBF sempre foi muito respeitada em todos os lugares , na HELP , BIBLOS , CIRCOS , PAPAGAIO e antigo Roxi Roller , onde as pessoas vinham com cadernos , para pedir autógrafo pra gente , muito engraçado , as meninas adoravam !!! Nado´s um grande abraço , tudo de bom , manda um abraço para o Faso´s também !!! GBF SEMPRE , Nossa casa !!! Grande abraço do amigo Barão

Anônimo disse...

Boa tarde Nado's,

Estamos divulgando o lançamento do livro "Xarpi - Um Registro Sobre a Pixação no Rio de Janeiro"
que acontecerá em dezembro de 2014.

Este catálogo reúne mais de 1.400 fotografias de inscrições que estiveram presentes nos muros do
Rio nas décadas de 70, 80 e 90, legendadas com seus significados além de uma cronologia do
fenômeno ao longo desse período. Um pouco da história da pixação na cidade, suas regras,
singularidades, nomes e siglas. O livro documenta a expressão na sua versão genuinamente carioca.

Seu nome Nado's está registrado nesse livro.

Informações: www.livroxarpi.com.br

Muito obrigado!
Abs!